Brechó e Sebo Virtual Fuzenga

Brechó e Sebo Virtual Fuzenga

http://www.brechofuzenga.com

A ILUSTRE CASA DE RAMIRES - EÇA DE QUEIRÓS

R$ 8.35

BOM ESTADO. CAPA DURA, UM POUCO DESGASTADA. COM RABISCOS NA PÁGINA DE ROSTO. EDITORA FORMAR. 1973. 208 PÁGINAS (AMARELADAS E QUASE SOLTAS). A ILUSTRE CASA DE RAMIRES, PUBLICADO EM 1900, APRESENTA DUAS NARRATIVAS AO MESMO TEMPO: A PRIMEIRA É A VIDA DO FIDALGO GONÇALO MENDES RAMIRES, O PROTAGONISTA; A SEGUNDA, A DE TRUTESINDO MENDES RAMIRES, UM ANTEPASSADO.A FORMA ENCONTRADA POR EÇA PARA ENTREMEAR ESSAS DUAS HISTÓRIAS FOI MUITO INTELIGENTE: O PRÓPRIO GONÇALO ESCREVE UMA NOVELA INTITULADA A TORRE DE D. RAMIRES. O OBJETIVO DE GONÇALO, AO ESCREVER A NOVELA, É SUA PROMOÇÃO POLÍTICA NA VELHA ALDEIA DE SANTA IRENÉIA. DEVERIA ASSIM, PUBLICÁ-LA NOS ANAIS DE LITERATURA E HISTÓRIA, A CONVITE DE SEU AMIGO JOSÉ LÚCIO CAVALHEIRO, DIRETOR DESSA REVISTA.DESSE MODO, O LEITOR VAI TOMANDO CONHECIMENTO DA VIDA DE TRUTESINDO MENDES RAMIRES: ELE ASSISTIRA À MORTE DE SEU PRÓPRIO FILHO, NO ALTO DE SUA TORRE, E TRAMARA DEPOIS UMA VINGANÇA CRUEL CONTRA OS CULPADOS. O MODO COMO GONÇALO NARRA SUA NOVELA FAZ LEMBRAR OS ESTILOS DE GARRETT, ALEXANDRE HERCULANO E REBELO DA SILVA, FICCIONISTAS ROMÂNTICOS VOLTADOS EPICAMENTE PARA O PASSADO.EM OPOSIÇÃO A ESTES ESTILOS, A AÇÃO ATUAL, ISTO É, A VIDA DE GONÇALO, NA ALDEIA DE SANTA IRENÉIA, É MAIS LEVE, EVIDENCIANDO-SE A IRONIA DE SITUAÇÕES. ASSIM, ENQUANTO NA NOVELA A TORRE DE D. RAMIRES TRUTESINDO DEFENDE A CASTA FAMILIAR ATÉ AS ÚLTIMAS CONSEQÜÊNCIAS, NA VIDA REAL GONÇALO SUBVERTE-SE POR INTERESSES POLÍTICOS. APROXIMA-SE DE ANDRÉ CAVALEIRO, GOVERNADOR CIVIL DO DISTRITO (CONTRA QUEM ESCREVERA ARTIGOS DENUNCIANDO SEU DOM-JOANISMO E DESPOTISMO), MESMO SABENDO QUE ELE CORTEJAVA SUA IRMÃ, GRACINHA, ESPOSA DE JOSÉ BARROLO (APELIDADO DE BACOCO).GONÇALO ESTÁ CONSCIENTE DE QUE SUA DIGNIDADE ESTÁ PERDIDA E BUSCA A SALVAÇÃO: O CASAMENTO COM ANA LUCENA, VIÚVA RICA E BONITA, EMBORA NETA DE CARNICEIRO E IRMÃ DE ASSASSINO.MAS ISSO NÃO ERA PROBLEMA: O MESMO TINHA ACONTECIDO COM RELAÇÃO AOS SEUS ASCENDENTES... COM O DINHEIRO DO CASAMENTO, RESTITUIRIA À VELHA TORRE SEU ESPLENDOR DE OUTRAS ERAS. MAS TAMBÉM AÍ NÃO ENCONTROU UMA SAÍDA FÁCIL: SEU AMIGO TITO (NA VERDADE AMANTE DA VIÚVA) CONFIDENCIOU-LHE QUE A ESCOLHIDA TINHA OU TIVERA UM OU MAIS AMANTES, RAZÃO SUFICIENTE PARA AFASTAR AS PRETENSÕES DO FIDALGO.GONÇALO ADOTOU ENTÃO UMA ATITUDE MAIS POSITIVA: AGRIDE CAMPONESES QUE O DESTRATARAM (ANTERIORMENTE FUGIRA DE UM DELES), MOSTRA A CARTA ANÔNIMA QUE BARROLO RECEBERA (MAS NÃO COMPREENDERA) À IRMÃ GRACINHA E EXIGE QUE ELA PONHA FIM AOS ENCONTROS COM O GOVERNADOR. AGORA, COM A CONSCIÊNCIA EQUILIBRADA, TUDO PARECE ENCAMINHAR-SE BEM: É RECEBIDO NA ASSEMBLÉIA COMO VENCEDOR DE UMA BATALHA ILUSTRE, RECEBE VISITAS, TELEGRAMAS E NOTÍCIAS EM JORNAL DE LISBOA. É POSSÍVEL ENTÃO TERMINAR A NOVELA DE SEUS ANTEPASSADOS. O RECONHECIMENTO POPULAR LEVA-O AO CARGO DE DEPUTADO; JÁ O RECONHECIMENTO OFICIAL DÁ-LHE O TÍTULO DE MARQUÊS DE TREIXEIRO: RECEBE-O COMO PAGA DOS FAVORES QUE O GOVERNADOR ANDRÉ CAVALEIRO RECEBERA DE SUA IRMÃ. 

Canais

Miscelânea