Bruta

  
Vendas temporariamente desativadas!
As palavras pancadas secas espetam o papel. Adélia Danielli não teme sua não-lapidação. É bruta por natureza e bruta mostra-se a nós, como no título de seu primeiro livro solo.

A autora se desdobra em poemas sobre ser si consigo, com os outros e, às vezes, sem ninguém. Despe-se daquilo que é moda, não se importa em ser frágil: quer mais é que o mundo a acompanhe na dança e sinta todo doce e amargo que sua poesia tem a oferecer.

O projeto gráfico do décimo livro da Tribo traduz, em sua identidade, muito do texto da currais-novense. Um toque ríspido da capa em papel kraft e a individualidade da serigrafia, única em cada capa. Apesar das arestas rústicas, o interior é pincelado com sutileza por imagens das sensíveis lentes do fotógrafo Pedro Andrade, que dedicou seu tempo a registrar o universo particular da poeta.
Loja da Tribo oferecido por:
Loja da Tribo
30 64%

Também gostou? Então compartilha!